Papa Francisco critica teologia da prosperidade e apego a bens materiais: “Não se pode servir a dois patrões. Ou Deus, ou o dinheiro”

Imagem

A sociedade capitalista e o apego ao dinheiro foram alvo de severas críticas do papa Francisco na última segunda-feira, 21 de outubro.

 

Durante uma celebração na Igreja de Santa Marta, o pontífice católico afirmou durante seu sermão que a ânsia pela conquista material pode levar à destruição: “O apego ao dinheiro destrói as pessoas, as famílias a sociedade. O dinheiro pode servir para fazer coisas boas, e a pobreza não deve ser procurada enquanto tal, mas como instrumento para colher a medida da existência e ir ao encontro do Senhor”.

 

Segundo Francisco, “o apego ao dinheiro destrói a fraternidade humana e adoece as pessoas”, justamente por causar conflitos de interesses.

 

Numa mensagem que indiretamente condena a teologia da prosperidade, o papa citou exemplos de destruição vistos atualmente na sociedade e já previstos na Bíblia para ilustrar seu conselho de desapego ao dinheiro: “Quantas famílias já vimos destruídas por problemas de dinheiro: irmão contra irmã; pai contra filho. O dinheiro destrói! O dinheiro serve para levar adiante muitas coisas boas, muitos trabalhos para desenvolver a humanidade, mas quando o teu coração é atacado assim, te destrói”, exemplificou.

 

Citando a parábola do homem rico contada por Jesus nos Evangelhos, Francisco disse que o que causa a ruína é a “cobiça, ter mais, ter mais, ter mais…”, e afirmou: “[O dinheiro] te leva à idolatria, destrói as relações com os outros! Não o dinheiro, mas a atitude, que se chama cobiça. Também esta cobiça te adoece, porque te faz pensar tudo em função do dinheiro. E no final, a cobiça é instrumento da idolatria, porque vai pelo caminho contrário ao que Deus percorreu conosco”.

 

Concluindo seu ensinamento de desapego ao dinheiro, o papa Francisco lembrou que os cristãos não podem servir a dois deuses, e que por isso é importante que o dinheiro não ocupe um lugar inadequado na vida das pessoas, de acordo com informações do Uol.

“[Por isso Jesus diz coisas] tão duras, tão fortes contra este apego ao dinheiro. Nos diz que não se pode servir dois patrões: ou Deus ou o dinheiro. Nos diz para não nos preocuparmos, que o Senhor sabe do que precisamos e nos convida ao abandono confiante em direção ao Pai, que faz florescer os lírios do campo e dá o que comer aos pássaros. Este caminho contrário ao de Deus é uma loucura, te leva longe da vida, destrói qualquer fraternidade humana. O Senhor nos ensina qual é o caminho, não e o caminho da pobreza pela pobreza. Não! É o caminho da pobreza como instrumento, para que Deus seja Deus, para que Ele seja o único Senhor! Não o ídolo ouro! E todos os bens que temos, o Senhor nos dá para fazer caminhar o mundo, para desenvolver a humanidade, para ajudar os outros”, finalizou.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s