7 dicas para navegar na web sem expor a sua privacidade.

Saiba algumas formas de ficar um pouco mais anônimo enquanto acessa a internet.

Imagem

Em tempos de internet acessível à grande parte da população mundial, o roubo de dados virou uma questão que preocupa muitas pessoas. Além disso, também há problemas como o rastreio de informações realizado por várias empresas simplesmente pelo fato de você acessar páginas na rede, armazenando informações para a utilização no envio de publicidade, por exemplo.

Por esses motivos, muitos optam por entrar na internet utilizando serviços para aumentar a privacidade ou ao menos evitar os rastreios promovidos por sites e redes sociais. Abaixo, apresentamos algumas dicas para você navegar de uma forma mais anônima e tentar prevenir que os seus dados sejam coletados por terceiros.

1. Cuidado com as contas abertas

Quando você possui uma janela do seu navegador aberta com a sua conta do Facebook, do Twitter ou da Google, por mais que você não receba esta informação, a sua navegação na internet é automaticamente rastreada. Literalmente cada clique que você executa é detectado, utilizando os cookies armazenados nos sites para fazer essa coleta de informações.

Por mais que tenhamos utilizado apenas três exemplos, diversas mídias sociais fazem isso e é difícil evitar que tal rastreamento aconteça. Particularmente, no caso do Facebook, ele é capaz de ir ainda mais longe, recolhendo dados mesmo após a pessoa desconectar-se da rede social.

Uma maneira de se prevenir é optando pelo uso de um navegador exclusivo para abrir as contas das suas redes sociais e serviços de email. Assim, você não oferece um “acesso fácil” aos sites que estiver visitando.

2. Bloqueie add-ons

De certa forma, este tópico seria uma continuação do anterior. Como uma alternativa para evitar rastreios, você também pode optar por aplicativos que identifiquem a tentativa de coletar dados e sejam capazes de evitar o seu acontecimento. Caso você utilize o Mozilla Firefox, é possível utilizar um complemento como o Targeted Advertising Cookie Opt-Out (TACO), que é bem específico para realizar essa tarefa.

Evite rastreios(Fonte da imagem: iStock)

Há também o Disconnect, disponível para o Firefox, para o Safari e para o Google Chrome. Além desses, também há programas que servem para bloquear add-nos, auxiliando a manter a sua navegação um pouco mais “privativa”, avisando quando há tentativas de rastreio e deixando que você decida como agir.

Para essa tarefa, é possível usar o Ghostery (para o Firefox, para o Chrome e para o Opera), o Do Not Track Plus (compatível com o Internet Explorer, o Chrome e o Firefox) ou aplicações como AdBlock PlusAntisocialScriptNo, entre outras.

3. Utilize uma VPN

Uma maneira de você tentar se proteger contra rastreios é por meio de uma VPN (do inglês Virtual Private Network, ou Rede Particular Virtual em uma tradução livre). Como o próprio nome sugere, é uma forma de conectar-se utilizando uma rede particular por meio de uma rede pública, como a internet.

De uma forma geral, com isso você aumenta a segurança da sua conexão por meio da criptografia de dados, independente da localização física do seu computador (afinal, em muitos casos o IP também é disfarçado). Para acessar a internet por meio de uma VPN, você pode optar pelo uso de um dos programas existentes para a tarefa.

Se você quiser apenas que a sua localização não seja identificada, você também pode optar por soluções mais simples, como o uso de um proxy ou uma ferramenta para alterar o seu IP.

4. Opte pela navegação anônima

Você também pode utilizar a navegação anônima do seu browser para bloquear os cookies de rastreio. Certamente, essa é uma alternativa simples e que não exige a instalação de um programa para ser realizada. Cada navegador possui um atalho e um nome diferente para a função:

  • No Mozilla Firefox, basta clicar no botão do Firefox e escolher a opção “Nova janela privativa”;
  • No Chrome, use o botão de configurações e selecione “Nova janela anônima”;
  • No Internet Explorer, isso é feito pelas opções, no menu “Segurança” e na alternativa “Navegação InPrivate”;
  • No Opera, pelo botão do navegador, clique na alternativa “Nova janela privada”.

Vale apenas lembrar que a navegação privada impede a gravação de informações no seu browser, mas não impede outras aplicações instaladas no computador de monitorar o que você está fazendo. Além disso, não há como apagar os traços de navegação deixados na própria internet, em servidores e roteadores.

Janela anônima no Firefox(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O objetivo do acesso anônimo ao conteúdo da internet é não expor suas atividades para as demais pessoas que utilizam a máquina, mas não é possível esconder o que aconteceu fora do PC.

5. Use o TOR

Tor Browser traz um pacote completo de ferramentas para aumentar a sua privacidade e a sua segurança enquanto estiver navegando na internet. Com ele, o tráfego de dados gerado por mensageiros instantâneos, navegadores, SSH e outros aplicativos que usam o protocolo TCP se torna anônimo.

Para evitar essa “vigilância indesejada”, o programa utiliza um mecanismo chamado “Onion Routings”. Dessa forma, ele faz o acesso utilizando camadas de criptografia e nós aleatórios na internet. Se você quiser saber mais sobre como fazer o acesso anônimo por meio da rede TOR,leia este artigo.

6. Faça buscas no DuckDuckGo

Esta dica não é exatamente voltada para manter o seu anonimato na internet, mas mais para as pesquisas realizadas na rede. Para quem não conhece o serviço, o DuckDuckGo oferece um mecanismo de busca, assim como o Google, o Bing ou o Yahoo!. Porém, ele apresenta uma particularidade que os outros não são capazes de oferecer, que é a promessa de que você não será rastreado enquanto o utiliza.

O DuckDuckGo(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Além disso, o DuckDuckGo é uma ótima alternativa para quem não quer receber resultados “filtrados” conforme o seu perfil, que é algo que ocorre pelos mecanismos tradicionais.

7. Desligue a sua webcam

Embora não seja uma prática tão comum, uma vez que você possua uma webcam no computador, há um risco de alguém acessar esse dispositivo e utilizá-lo para “espionagem”. Como uma forma de prevenir tal ação, você pode sempre ser cuidadoso e evitar clicar ou instalar softwares suspeitos que solicitem permissão da sua câmera.

Da mesma forma, você pode aumentar a segurança da sua conexão para evitar esse tipo de acesso indesejado. Ainda assim, se você acredita que pode ser vítima de uma ação desse tipo, a melhor prevenção é cobrir a lente da webcam quando ela não estiver em uso ou simplesmente desconectá-la do computador (caso haja essa opção).

Aumentando a privacidade

As medidas apresentadas neste artigo servem apenas como um guia para você aumentar a sua privacidade enquanto usa a internet. Porém, vale se lembrar de que existem, também, softwares maliciosos que buscam roubar dados, e utilizar boas ferramentas de segurança sempre é recomendado para fins de proteção.

 

Fontes:tecmundo.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s